Casa Branca rejeita calendário fixo para retirada do Iraque

Estados Unidos acreditam que a decisão de uma saída 'deve levar em conta as condições' do país

Efe,

09 de julho de 2008 | 03h16

A Casa Branca voltou a rejeitar nesta terça-feira, 8, um calendário fixo de retirada de suas tropas do Iraque e insistiu em que uma saída estará condicionada à situação no país árabe, informou a porta-voz Dana Perino. Veja também:Iraque insiste em cronograma para retirada norte-americana  Perino acrescentou que os Estados Unidos acreditam que a decisão de uma saída "deve levar em conta as condições no Iraque", e afirmou que os iraquianos estão de acordo com este pensamento. "Nossas tropas continuarão (no Iraque) até o fim deste ano, e isso é um fato", sustentou. Estados Unidos e Iraque negociam um pacto que estabeleça as bases para a permanência das tropas americanas para além de dezembro, quando expira o mandato da ONU que legaliza a presença dos cerca de 150 mil soldados no país árabe.

Tudo o que sabemos sobre:
IraqueCasa BrancaEUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.