Catar e Mauritânia congelam relações com Israel por Gaza

O Catar e a Mauritânia congelaram as relações com Israel nesta sexta-feira por conta da ofensiva do país em Gaza, e um encontro de líderes árabes e mulçumanos em Doha pediu uma suspensão da iniciativa árabe de paz com o Estado judeu. O primeiro-ministro do Catar, xeique Hamad bin Jassim al-Thani, disse que o país, o único Estado árabe que mantém relações com Israel, pode pedir para o Estado judeu para fechar seu escritório em Doha e retirar seu pessoal. Em Nuakchott, a Mauritânia disse que congelou relações políticas e econômicas com Israel. A reunião em Doha convidou os países árabes para reconsiderarem suas relações com Israel após uma ofensiva que matou mais de 1.100 palestinos e suspendeu o acordo árabe de paz. (Reportagem adicional de Ulf Laessing)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.