Cerca de 100 mil pessoas deixaram a Líbia, diz agência da ONU

Cerca de 100 mil pessoas fugiram da violência na Líbia durante a semana, e viajaram até Tunísia e Egito, numa crise humanitária crescente, disse no domingo a agência de refugiados da Organização das Nações Unidas.

REUTERS

27 de fevereiro de 2011 | 10h42

A cifra inclui tunisianos, egípcios, líbios e pessoas de outros países como China e nações asiáticas, afirmou um comunicado do alto comissário para Refugiados da ONU (UNHCR).

Cerca de metade das 100 mil pessoas viajaram para a Tunísia e a outra metade até o Egito.

"Pedimos à comunidade internacional para responder rapidamente e generosamente para permitir a estes governos lidar com a emergência humanitária", disse o alto comissário para Refugiados da ONU, Antonio Guterres.

(Reportagem de Stephanie Nebehay)

Tudo o que sabemos sobre:
LIBIACEMMILONU*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.