Cerca de 30 crianças ficam feridas após terremoto no Irã

Tremor de intensidade 5,1 causa pânico e leva alunos de escola a deixar ao mesmo tempo o prédio

Efe,

20 de novembro de 2007 | 15h31

Cerca de 30 crianças de uma escola tiveram ferimentos de diversas gravidades devido ao terremoto de 5,1 graus na escala Richter que atingiu nesta terça-feira, 20, o sudoeste do Irã, informou a agência Irna. A fonte afirmou que as crianças, todos do colégio de Izeh, na província do Khuzistão, ficaram feridas devido ao pânico entre os alunos, que saíram todos ao mesmo tempo após sentir o terremoto. "O terremoto causou também danos materiais em várias casas nas localidades de Izeh e Baghmalek", disse o diretor-geral do escritório de emergência do Khuzistão, Shapur Rostami. Ele também afirmou que as equipes de resgate em Izeh, Baghmalek, e outras várias cidades da região afetada "estão em alerta", sem dar mais detalhes. Rostami tinha indicado que o epicentro do terremoto, que ocorreu às 8h50 (3h20 de Brasília), foi registrado na zona de Qal'e Tal, e foi sentido em várias cidades de Khuzistão. Durante os últimos dias, houve vários terremotos de entre 3 e 4 graus Richter em diferentes cidades do norte e do sudeste do Irã, mas não há dados sobre vítimas ou grandes danos.

Tudo o que sabemos sobre:
TerremotoIrã

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.