Cerca de 9.000 refugiados e 26 oficiais fogem da Síria para a Turquia

Cerca de 9.000 refugiados sírios chegaram à Turquia em um intervalo de 24 horas, disse o Acnur (agência da ONU para refugiados) na sexta-feira, e a imprensa estatal turca informou que 26 oficiais desertores do Exército sírio também foram recebidos.

JONATHON BURCH E MURAD SEZER, Reuters

09 de novembro de 2012 | 19h32

Agora, mais de 120 mil refugiados sírios estão registrados em acampamentos da Turquia, e dezenas de milhares de outros estão informalmente em cidades e aldeias próximas da fronteira.

A Turquia está cada vez mais preocupada a respeito da sua capacidade de receber um grande número de refugiados, e defende - até agora sem sucesso - o estabelecimento de uma zona-tampão dentro da Síria, onde os refugiados pudessem se abrigar.

Milhares de sírios já fugiram da guerra civil no seu país, uma consequência dos protestos contra o presidente Bashar al Assad iniciados há 19 meses.

Na sexta-feira, durante visita à Indonésia, o primeiro-ministro da Turquia, Tayyip Erdogan, disse ser "muito estranho" que a ONU mantenha seu silêncio sobre as atrocidades na Síria.

O governo de Assad conta com o apoio de dois membros permanentes do Conselho de Segurança da ONU, Rússia e China, que barram qualquer resolução que possa levar a uma intervenção internacional na crise.

Tudo o que sabemos sobre:
SIRIATURQUIAREFUGIADOS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.