Reprodução
Reprodução

Chanceler de Israel usará foto de Hitler para justificar colônia

Imagem será distribuída para embaixadas estrangeiras para lembrar colaboração de líder palestino com nazista

22 de julho de 2009 | 13h06

O chanceler israelense, Avigdor Lieberman, pretende utilizar uma fotografia do antigo Gran Mufti de Jerusalém com Adolf Hitler para responder às críticas a um projeto de colônia na parte oriental de Jerusalém, informaram fontes oficiais nesta quarta-feira, 22.

 

Veja também:

Israel omite expulsão de palestinos de livros escolares

 

A fotografia, que teria o objetivo de lembrar a colaboração entre o Gran Mufti e o ditador nazista, será distribuída a todas as embaixadas estrangeiras que criticam a construção de uma série de 20 alojamentos no bairro árabe de Xeque Jarrah, em Jerusalém Oriental.

 

A construção da primeira série de 20 alojamentos seria feita em um terreno do "colaboracionista" Haj Amin al-Husseini, Gran Mufti de Jerusalém que se encontrou com Hitler em 1941. O local foi ocupado por Israel após a guerra árabe-israelense de 1967. Uma fonte ouvida pela agência AFP afirmou que o Ministério de Relações Exteriores se opunha à iniciativa.

 

Haj Amin al-Husseini foi um líder nacionalista palestino que liderou uma violenta campanha contra os imigrantes judeus e autoridades britânicas durante o período em que o Reino Unido administrou a Palestina nas décadas de 1920 e 1930. Ele deixou o território em 1937, mas continuou sua campanha contra os planos britânicos de estabelecer um Estado judeu na região, aliando-se com os nazistas durante a Segunda Guerra Mundial. Ele morreu no Líbano em 1974.

Tudo o que sabemos sobre:
IsraelHitler

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.