Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Chefe de sindicato de jornalistas do Iraque morre após tiroteio

Shihab al-Tamimi, de 74 anos, era um jornalista independente e trabalhava para vários jornais locais

Reuters,

27 de fevereiro de 2008 | 12h56

O chefe da maior organização de jornalistas do Iraque morreu nesta quarta-feira, 27, quatro dias depois de ter sido ferido por atiradores que abriram fogo contra o carro dele em Bagdá, informaram seus colegas. Shihab al-Tamimi, de 74 anos, era um jornalista independente que trabalhava para vários jornais locais. Ele era conhecido por suas opiniões contra a invasão liderada pelos Estados Unidos em 2003 e sobra a presença contínua de tropas norte-americanos no Iraque."Shihab al-Tamimi morreu no hospital depois de ser baleado no sábado", disse Jabbar Tarrad, vice de Tamimi no Sindicato dos Jornalistas Iraquianos. O premiê iraquiano, Nuri al-Maliki, ordenou que Tamimi fosse levado a Amã, na Jordânia, para ser tratado, mas médicos afirmaram que ele estava convalescente demais para um vôo, de acordo com outra autoridade do sindicato. Tamimi foi baleado no rosto, no peito e ombro quando atiradores abriram fogo contra o carro dele, de acordo com parentes e colegas do jornalista.

Tudo o que sabemos sobre:
Iraquejornalsindicato

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.