Chega a 18 número de mortos em queda de prédio no Irã

O número de mortos no desabamento de umprédio em Teerã subiu para 18, e a Promotoria investigaautoridades da capital iraniana. O prédio de sete andares desabou no norte de Teerã nasegunda-feira. A polícia, citada pela televisão estatal na terça-feira,disse que o número de mortos subiu para 18. O promotor-geral deTeerã, Saeed Mortazavi, antes havia informado que o númeropoderia subir para 20, já que este era o número de operários noprédio no momento do desabamento. "Uma investigação sobre o papel municipal no caso também jácomeçou", disse o porta-voz do Judiciário, Alireza Jamshidi, emuma coletiva. Três pessoas envolvidas na construção do prédioresidencial de sete andares, que desabou na manhã desegunda-feira, foram presas, segundo o jornal Resalat. Jamshidi disse que Mortazavi, que foi ao local logo depoisdo desabamento, pediu que os envolvidos na construção do prédiofossem detidos. "Como você sabe, Mortazavi pediu a detenção imediatadaqueles que podem ser culpados ou negligentes no caso, como oengenheiro que supervisionava a obra, o empreiteiro e oempregador", disse Jamshidi. Segundo o promotor-geral, os proprietários do edifícioreceberam ordens para demolir o prédio quando ele começou aruir há um mês. Uma testemunha da Reuters disse que o prédio desabou etransformou-se em uma montanha de escombros. Equipes de resgatevasculhavam os destroços, enquanto cães farejadores procuravampor vítimas ou sobreviventes. Teerã, cidade de 12 milhões de habitantes, tem vivido umboom na construção nos últimos anos, com construtoras correndopara atender a demanda do quarto maior produtor mundial depetróleo. (Reportagem de Parisa Hafezi)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.