Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Cheney discutirá paz e petróleo em viagem ao Oriente Médio

O vice-presidente norte-americano,Dick Cheney, iniciará no domingo uma visita a vários países doOriente Médio, onde expressará as preocupações dos EstadosUnidos com o preço recorde do petróleo e tentará impulsionar asconversações de paz entre palestinos e israelenses, informou aCasa Branca. Cheney irá à Arábia Saudita, Israel, Cisjordânia, Turquia eOmã. A viagem deverá durar cerca de uma semana, segundo suaassessoria. "O objetivo dele é reafirmar às pessoas que os EUA estãocomprometidos com uma visão de paz no Oriente Médio", disse opresidente George W. Bush após se reunir com oprimeiro-ministro da Polônia na Casa Branca. A visita de Cheney a Israel a Cisjordânia dá continuidade àrealizada na semana passada à região pela secretária de Estado,Condoleezza Rice, quando ela fez um chamado aos líderes paraque prossigam com as conversações de paz, que sofreram um forterevés com a violência na Faixa de Gaza e em Israel. Está prevista para esta segunda-feira uma reunião deCondoleezza com a ministra de Relações Exteriores de Israel,Tzipi Livni, em Washington, como parte dos crescentes esforçosdiplomáticos dos EUA desde que as negociações para a criação deum Estado palestino foram iniciadas em Annapolis, no Estadonorte-americano de Maryland, em novembro. Bush, que visitou Israel este ano pela primeira vez desteque está no cargo, tem dito que se sente confiante que umacordo de paz possa ser alcançado antes de ele deixar o poder,em janeiro de 2009. Bush quer que Cheney "acompanhe de perto e continue atrabalhar com israelenses e palestinos para que cumpram oscompromissos já firmados (no chamado mapa da estrada) e paraque ponham fim à violência e mantenham as negociações", disse aporta-voz da Casa Branca Dana Perino. Israel anunciou no domingo os planos para construir cercade 750 casas em um assentamento judaico na Cisjordânia ocupada--uma medida que provavelmente complicará as conversações depaz mediadas pelos EUA. "Temos expressado algumas preocupações sobre as atividades(os assentamentos) e levantado algumas questões sobre isso",disse aos jornalistas o porta-voz do Departamento de Estado,Sean McCormack. O anúncio de Israel sobre os assentamentos foi feito depoisque um atirador palestino matou oito estudantes em um semináriojudaico em Jerusalém, na semana passada. Antes do ataque, líderes palestinos haviam suspendido asnegociações de paz depois de uma ofensiva militar israelenseque matou mais de 120 palestinos na Faixa de Gaza. Durante a visita de Condolezza, os dois lados prometeramretomar o diálogo em breve. Cheney também se encontrará com o rei da Arábia Saudita,Abdullah, num momento em que o preço do petróleo atinge níveisrecordes, com o barril ultrapassando 106 dólares na semanapassada. Ele deve reforçar a mensagem de Bush, que durante suavisita à Arábia Saudita, em janeiro, pediu à Organização dosPaíses Exportadores de Petróleo (Opep), que aumente suaprodução. (Reportagem adicional de Sue Pleming)

TABASSUM ZAKARIA, REUTERS

10 de março de 2008 | 14h28

Tudo o que sabemos sobre:
ORMEDCHENEYPETROLEO

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.