China pede implementação plena de sanções contra Irã

O embaixador da China na Organização das Nações Unidas pediu nesta quarta-feira a implementação plena de uma nova rodada de sanções contra o Irã, e exortou o país a cumprir as demandas internacionais sobre seu programa nuclear.

REUTERS

09 de junho de 2010 | 14h15

"A China pede a todos os membros da comunidade internacional para implementarem a resolução de forma abrangente e com boa-fé", disse o embaixador Li Baodong aos 15 membros permanentes e não-permanentes do Conselho de Segurança depois da aprovação da resolução com sanções contra o Irã.

Ele acrescentou que é "imperativo retornar ao caminho do diálogo e das negociações" e que o objetivo das novas sanções é "trazer o Irã de volta à mesa de negociações".

(Reportagem do departamento da ONU)

Tudo o que sabemos sobre:
IRACHINASANCOES*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.