Choque entre coalizão e rebeldes mata 32 guerrilheiros afegãos

Batalha teria começado com um ataque rebelde a uma patrulha do Exército afegão e tropas da coalizão

Agência Estado e Associated Press,

28 de junho de 2008 | 16h41

O comando militar da coalizão liderada pelos Estados Unidos que ocupa o Afeganistão disse que suas forças mataram 32 guerrilheiros em combate na província de Uruzgan, no sul do país. A batalha teria começado com um ataque dos rebeldes a uma patrulha do Exército afegão e de tropas da coalizão. Veja também:Ataques do Taleban poderão aumentar, alertam EUACongresso dos EUA aprova US$ 162 bi para Iraque e Afeganistão De acordo com o comunicado do comando, as forças da coalizão reagiram ao ataque e pediram apoio à Força Aérea dos EUA, cujo bombardeio teria matado três rebeldes. Os guerrilheiros contra-atacaram em seguida e foram derrotados, com "29 insurgentes mortos"; uma criança afegã de 10 anos de idade e dois oficiais da polícia local teriam ficados feridos. Na sexta-feira, o Departamento de Defesa dos EUA advertiu que o Taleban, movimento radical islâmico que governou o Afeganistão de 1995 até a invasão liderada pelos EUA, em 2001, deverá "manter ou até mesmo aumentar o escopo e o ritmo de seus ataques terroristas em 2008". Cerca de 8 mil pessoas morreram em ataques dos guerrilheiros no Afeganistão em 2007, e o número de vítimas em 2008 já supera 2 mil.

Mais conteúdo sobre:
Afeganistão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.