Choque entre Israel e Líbano ocorreu no lado israelense, diz ONU

Confronto entre tropas dos países deixou 4 mortos após israelenses tentarem cortar árvores na fronteira

Efe,

25 de agosto de 2010 | 23h23

BEIRUTE- O relatório final da Força Interina das Nações Unidas no Líbano (FINUL) sobre o conflito entre tropas libanesas e israelenses, no dia 3 de agosto, confirma que o choque ocorreu no território de Israel.

 

Em comunicado, a FINUL explica nesta quarta-feira, 25, que a investigação foi realizada com total cooperação do Exército e da Polícia libanesa com profissionalismo e imparcialidade.

 

No dia 3 de agosto, soldados libaneses e israelenses se enfrentaram na fronteira entre os países em um choque que deixou quatro mortos e começou quando militares de Israel tentaram cortar árvores na fronteira.

 

No dia seguinte, a FINUL apontou que as árvores estavam no lado israelense da chamada "linha azul", uma marca que não funciona como fronteira.

 

A "linha azul" foi fixada pela ONU em 2000 para marcar a retirada das tropas israelenses após 22 anos de ocupação no sul do Líbano, e em alguns locais a fronteira coincide com a "cerca técnica" fixada por Israel.

 

No ponto onde ocorreu o choque armado, perto da população libanesa de Adeise, existe um corredor entre a "linha azul" e a cerca técnica, um espaço de terreno que o Líbano considera como seu território.

 

No entanto, a FINUL não considera uma violação da soberania libanesa que Israel se mobilize por essa faixa, o que deixa aberta a possibilidade de conflitos como o ocorrido.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.