Cinegrafista da Reuters e dois outros civis são mortos em Gaza

Um cinegrafista da Reuters e outros doiscivis palestinos foram mortos nesta quarta-feira em umincidente que os moradores da região classificaram como umataque aéreo de Israel na Faixa de Gaza. Fadel Shana, de 23 anos, estava cobrindo a violência naregião para a agência internacional de notícias sediada emLondres. O veículo em que Shana viajava foi alvo de uma explosão nomomento em que ele descia do carro. Outras duas pessoas queestavam próximas também morreram, informaram moradores daregião. Colegas viram o corpo do cinegrafista no hospital. O técnico de áudio da Reuters Abu Mizyed, também na casados 20 anos, escapou ileso da explosão e estava recebendotratamento para o choque. Uma porta-voz militar israelense disse que não tinhainformações sobre um ataque aéreo contra um veículo na áreacentral de Gaza, onde o incidente aconteceu no final da tarde. O editor-chefe da Reuters, David Schlesinger, exigiu umainvestigação sobre o ocorrido. "Este trágico incidente mostra os riscos que jornalistasenfrentam todos os dias para reportar notícias. Todos osgovernos e organizações têm responsabilidade de tomar o máximode cuidado para proteger profissionais que estão fazendo seutrabalho", disse ele. "Nossos pensamentos estão com a família dele. Nós pedimosuma investigação imediata sobre o incidente pelas forças dedefesa israelenses." (Por Nidal al-Mughrabi)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.