Coalizão liderada pelos EUA mata cerca de 55 membros d Taliban

Soldados da coalizão liderada pelos EUAmataram cerca de 55 insurgentes do Taliban que tentaramemboscá-los no sudeste do Afeganistão, perto da fronteira com oPaquistão, afirmaram na segunda-feira as Forças Armadasnorte-americanas. Nos últimos meses, houve um acentuado recrudescimento daviolência na fronteira leste do território afegão. Generais daOrganização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) dizem queacordos de cessar-fogo selados entre o novo governo paquistanêse militantes de sua região fronteiriça permitem que osinsurgentes ajam com mais liberdade no Afeganistão. Os membros do Taliban atacaram as forças da coalizão comarmas de pequeno calibre e granadas lançadas por foguete nodistrito de Zerok, na Província de Paktika, na sexta-feira,afirmaram os militares dos EUA em um comunicado. "Cerca de 55 militantes anti-Afeganistão foram mortos,outros 25 ficaram feridos e três foram detidos como parte deuma resposta combinada das forças de infantaria e aéreas dacoalizão", disseram. A missão de paz afegã da Otan, a Força Internacional deAssistência à Segurança, Isaf, e forças lideradas pelosnorte-americanos não costumam divulgar o número de baixassofridas pelo Taliban e, normalmente, limitam-se a expressõesvagas como dizer que "vários" militantes teriam sido mortos. Em outros pontos do país, soldados da coalizão mataram umsignificativo número de insurgentes na Província de Ghazni (asudoeste de Cabul) e na Província de Helmand (sul). Mais de 6.000 pessoas foram mortas no Afeganistão, no anopassado. E, neste ano, não houve sinais de que os combates como Taliban terminariam. Os militantes não têm poder de fogosuficiente para superar as forças afegãs e internacionais, aopasso que o governo e seus aliados têm fracassado em suastentativas de esmagar a insurgência.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.