Combatentes lutam perto de Trípoli; dois morrem

Pelo menos dois combatentes líbios foram mortos neste sábado, disseram seus colegas, no segundo dia de conflitos perto de Trípoli, que elevaram os temores de que as rivalidades tribais e um prolongado apoio a Muammar Gaddafi possam acabar com a paz pós-guerra.

REUTERS

12 de novembro de 2011 | 13h48

Vários combatentes anti-Gaddafi na cidade portuária de Zawiyah afirmaram que pelo menos dois de seus colegas foram mortos por um grupo tribal que está controlando a região de Imaya, entre Zawiyah e a capital. Pelo menos duas pessoas foram mortas na sexta-feira, após o aumento das tensões entre os grupos.

Um tiroteio continuava próximo ao local, afirmou à Reuters Nidal al-Akrout, um combatente leal ao governo líbio interino. Ele estava no local onde dois homens de sua brigada foram mortos.

Issam al-Tarhouni, outro combatente de Zawiyah, disse por telefone que viu pelo menos três pessoas mortas.

(Reportagem de Ayman al-Sahli)

Tudo o que sabemos sobre:
LIBIACONFLITOSMORTOS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.