Ronen Zvulun/Reuters
Ronen Zvulun/Reuters

Começam eleições gerais em Israel para definir futuro de Benjamin Netanyahu

Dos quase nove milhões de israelenses, 6.339.279 têm o direito a voto

EFE, O Estado de S.Paulo

09 de abril de 2019 | 03h29

JERUSALÉM - Os colégios eleitorais já abriram nesta terça-feira, 9, em Israel. Após o pleito, no qual Benjamin Netanyahu busca a reeleição, o próximo Parlamento será formado.

Às 7h (horário local, 1h de Brasília), começaram as votações. Exatamente 10.720 urnas estão distribuídas em todo o país, a maioria em colégios eleitorais, mas também em hospitais e prisões.

O dia de eleição é feriado nacional. Desse modo, a maioria dos israelenses não trabalha hoje e pode exercer seu direito de voto até às 22h (horário local, 16h de Brasília).

Dos quase nove milhões de israelenses, 6.339.279 têm o direito a voto. Este número representa um aumento de 8,1% em relação as eleições passadas. Os primeiros a votar foram os diplomatas e funcionários nas embaixadas e consulados no exterior, além de soldados do Exército.

Estas eleições servirão para constituir o 21º parlamento israelense (Knesset) e o 35º governo de Israel. Este pleito eleitoral foi marcado por um número recorde de 40 partidos.

Mais conteúdo sobre:
Israel [Ásia]

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.