Comissão da ONU reitera condenação a ataque israelense a flotilha

Conselho de Direitos Humanos renova mandato de equipe que investiga assalto a frota humanitária

Reuters,

29 de setembro de 2010 | 21h41

GENEBRA- O Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas manifestou nesta quarta-feira, 29, apoio a um relatório que critica fortemente o assalto israelense contra uma flotilha humanitária com destino a Gaza em maio, mas não chegou a pressionar por uma investigação internacional.

 

A comissão também renovou o mandato de uma equipe especializada que investiga se os israelenses e palestinos revisaram apropriadamente seus supostos abusos aos direitos humanos durante o conflito de três semanas na Faixa de Gaza entre 2008 e 2009.

 

Defensores dos direitos dos palestinos que estavam em Genebra para a sessão disseram querer que Israel compareça imediatamente ao Tribunal Penal Internacional (TPI) devido a ofensiva lançada contra Gaza, na qual morreram mais de 1.400 palestinos.

 

Duas resoluções separadas apresentadas ao conselho de 47 nações pela Organização da Conferência Islâmica também pedem que o Estado Judeu dê explicações ao TPI pelo ataque à frota humanitária e pela operação Chumbo Fundido em Gaza.

Tudo o que sabemos sobre:
IsraelGazaflotilhaONU

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.