Condoleezza Rice chega ao Iraque em visita surpresa

Secretária de Estado americana desembarca em Kirkuk após participar de conferência em Paris

Efe,

18 de dezembro de 2007 | 05h42

A secretária de Estado americana, Condoleezza Rice, chegou nesta terça-feira, 18, à conflituosa cidade de Kirkuk, no norte do Iraque, para uma visita surpresa.   Rice saiu de Paris, onde tinha participado da conferência de doadores para a Autoridade Nacional Palestina (ANP), e foi diretamente a Kirkuk, 250 quilômetros a norte de Bagdá. A cidade é importante por suas jazidas de petróleo e por ser reivindicada pelos curdos. Após visitar Kirkuk, a chefe da diplomacia americana viajará para Bagdá, acrescentaram as fontes.   Em Kirkuk, Rice deverá conversar com dirigentes curdos e autoridades da cidade. Ela vai pedir a eles que "façam o que for preciso para obter a reconciliação e o consenso nacional nos assuntos polêmicos", disseram as fontes.   Na segunda-feira, o Parlamento do Curdistão iraquiano adiou por seis meses a realização de um plebiscito em Kirkuk sobre o futuro da cidade. Segundo o artigo 140 da Constituição iraquiana, Kirkuk deveria realizar uma consulta popular este ano. Nela, os habitantes decidiriam se desejam se integrar à região autônoma do Curdistão.   A rica cidade tem uma composição multiétnica, com árabes, curdos, turcomanos e uma pequena comunidade cristã.

Tudo o que sabemos sobre:
IraqueCondoleezza Rice

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.