Conferência sobre Oriente Médio acontece no dia 27

Reunião é ponto de partida para negociações sobre o estabelecimento de um Estado palestino

Efe,

21 de novembro de 2007 | 00h38

Os Estados Unidos anunciaram nesta terça-feira, 20, oficialmente que realizará a Conferência de Paz sobre o Oriente Médio no dia 27 de novembro, em Annapolis (Maryland). Veja também:Brasil é convidado para conferência sobre Oriente MédioEUA já têm lista de convidados para conferência de paz O porta-voz do Departamento de Estado, Sean McCormack, explicou que um grupo de países árabes foi convidado, entre eles Síria e Arábia Saudita. Os EUA esperam conseguir endireitar o processo de paz entre Israel e os palestinos com a reunião, que será presidida pela secretária de Estado dos EUA, Condoleezza Rice. O porta-voz do Departamento de Estado revelou também que 49 países e instituições foram convidadas para a reunião, que será realizada na Academia Naval de Annapolis, situada nos arredores da capital americana. O anúncio oficial chegou horas após Israel e a Autoridade Nacional Palestina (ANP) receberem o convite dos EUA para participar da conferência, para que negociem uma declaração conjunta. O presidente americano, George W. Bush, será o encarregado de pronunciar o discurso de inauguração. Ele deve estar acompanhado pelo primeiro-ministro israelense, Ehud Olmert, e pelo presidente palestino, Mahmoud Abbas, disse David Welch, adjunto de Rice em assuntos do Oriente Médio. "Será um sinal para lançar as negociações bilaterais entre as partes", acrescentou Welch. "Esta conferência assinalará o apoio internacional para os valentes esforços de Olmert e Abbas, e para estabelecer um ponto de partida para as negociações com um olho no estabelecimento de um Estado israelense e um palestino", disse McCormack. Antes do anúncio oficial da conferência, a Casa Branca informou que Bush ligou para o rei Abdullah da Arábia Saudita e para o presidente russo, Vladimir Putin, segundo Gordon Johndroe, porta-voz do Conselho de Segurança Nacional.

Tudo o que sabemos sobre:
Oriente MédioConferência de paz

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.