Confronto em cidade líbia deixa sete mortos, diz médico

Sete pessoas foram mortas na terça-feira em Misrata durante confrontos entre rebeldes e forças líbias leais ao líder Muammar Gaddafi, disse por telefone um médico num hospital na cidade controlada pelos rebeldes.

REUTERS

17 de maio de 2011 | 16h32

O médico afirmou que a maioria das vítimas era de combatentes rebeldes.

Gaddafi está enfrentando um levante de três meses por rebeldes que pedem a saída do líder líbio, há 41 anos no poder.

O governo acusa os rebeldes de serem criminosos armados e simpatizantes da Al Qaeda, e diz que os ataques aéreos da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) são um ato de agressão colonialista.

Aliados da Otan, incluindo os Estados Unidos, Grã-Bretanha e França, estão bombardeando a Líbia, como parte de um mandato da Organização das Nações Unidas (ONU) para proteger os civis.

(Texto de Joseph Nasr)

Tudo o que sabemos sobre:
LIBIACONFRONTOMISRATA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.