Confrontos entre policiais e talibãs no Afeganistão deixam 12 mortos

Confronto teria começado após insurgentes talibãs invadirem a sede da Polícia de trânsito da província de Khost

Efe

22 de maio de 2011 | 12h06

Cabul - Ao menos 12 pessoas morreram e 11 ficaram feridas em confrontos entre policiais afegãos e insurgentes talibãs nas últimas horas no Afeganistão.

Como contou o porta-voz do Governo local da Província de Khost, Mobarez Mohammad Zadran, nove pessoas morreram neste domingo na capital da Província, de mesmo nome, durante o ataque a uma sede da Polícia de trânsito por um grupo formado por quatro insurgentes talibãs.

Zadran detalhou que os mortos são três policiais, dois soldados afegãos e os quatro insurgentes, e afirmou que no choque ao menos sete pessoas ficaram feridas, mas não especificou, no entanto, se eram civis ou membros das forças de segurança.

Nesta manhã, fontes locais haviam informado que o enfrentamento também feito uma vítima civil.

O porta-voz do Governo provincial explicou que o confronto começou pela manhã, quando o grupo de insurgentes talibãs invadiu a sede da Polícia de trânsito da cidade.

Forças afegãs e internacionais da Otan cercaram o local, e nos sucessivos tiroteios ao longo do dia mataram os quatro talibãs.

As forças de segurança explodiram de maneira controlada um carro-bomba que os insurgentes haviam estacionado na entrada do prédio.

Em declarações à imprensa local, porta-vozes do movimento talibã reivindicaram a autoria do ataque.

A ação começou horas depois de três policiais morrerem e quatro serem feridos quando o veículo em que viajavam impactou no sábado à noite com uma bomba colocada em uma estrada no distrito de Obeh, na província de Herat, no oeste afegão, informou a agência local "INA".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.