Coréia do Sul vai retirar suas tropas do Iraque no final do ano

Atualmente, 520 soldados sul-coreanos estão no país ajudando na construção de escolas e nos serviços médicos

Efe,

19 de setembro de 2008 | 06h36

O Ministério da Defesa da Coréia do Sul confirmou nesta sexta-feira, 19, que as tropas sul-coreanas vão se retirar do Iraque no final deste ano, informou a agência local Yonhap. Atualmente, 520 soldados sul-coreanos estão no país. O porta-voz do Ministério da Defesa, Won Tae-jae, explicou que a extensão de um ano da missão militar sul-coreana foi aprovada pelo Parlamento em dezembro do ano passado "sob a condição de que as tropas se retirassem em dezembro deste ano". Os meios de comunicação do país tinham especulado com a notícia de que o governo do conservador Lee Myung-bak poderia estender um ano mais a presença das forças militares sul-coreanas no Iraque. As tropas sul-coreanas concluirão em dezembro seus quatro anos de desdobramento em Irbil (norte do Iraque), onde ajudaram na construção de escolas, Prefeituras e outros prédios públicos, além de fornecer serviços médicos para cerca de 87.000 iraquianos. Segundo dados governamentais, a unidade sul-coreana começou com um desdobramento de 3.600 soldados, que foi reduzido para 520 atualmente.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.