Corpos de 14 sunitas sequestrados são encontrados no Iraque

Os corpos de 14 homens tribais sunitas foram encontrados ao norte de Bagdá nesta quinta-feira, um dia depois de terem sido sequestrados por homens uniformizados em veículos das forças de segurança, disseram médicos e a polícia iraquiana.

Reuters

16 de janeiro de 2014 | 20h28

As vítimas, todas da tribo Albu Rawdas, haviam sido sequestradas enquanto participavam de um funeral na cidade de Tarmiya, 25 quilômetros ao norte da capital iraquiana.

Quando seus parentes perguntaram às forças de segurança o que tinha acontecido com eles, elas negaram qualquer envolvimento no desaparecimento, disse a polícia.

O motivo dos assassinatos não estava imediatamente claro, mas tribos sunitas que se opõem à Al Qaeda já foram alvejadas de modo semelhante em Tarmiya no passado. Os "Sahwa" ajudaram as tropas norte-americanas a virar a maré contra a Al Qaeda a partir de 2006 e são vistos como traidores pelos seus correligionários radicais.

Também nesta quinta-feira, um homem-bomba matou três homens tribais sunitas pró-governo em um posto de controle 25 quilômetros a oeste de Falluja, cidade controlada pelos rebeldes, disse a polícia.

Militantes também plantaram bombas em torno do gabinete do prefeito em Falluja, destruindo completamente o edifício. Não houve vítimas, já que o prédio estava vazio no momento, disse a polícia.

Militantes ligados à Al Qaeda, apoiados por tribos sunitas hostis ao governo liderado por xiitas, tomaram Falluja em 1º de janeiro e estão envolvidos num impasse com tropas e tanques iraquianos que cercam a cidade desde então.

Tudo o que sabemos sobre:
IRAQUETRIBOMATA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.