Correspondente afegão da BBC é encontrado morto a tiros

Morte de Abdul Samad Rohani é a segunda de um jornalista da emissora britânica neste fim de semana

Efe,

08 de junho de 2008 | 15h59

O correspondente afegão da BBC na província de Helmand (sul do Afeganistão), que tinha sido seqüestrado no sábado, foi encontrado neste domingo, 8, morto com marcas de tiros na cabeça, informou a emissora britânica. Esta é a segunda morte de um jornalista da BBC neste fim de semana.  Veja também:Correspondente da BBC é assassinado a tiros no sul da SomáliaO corpo de Abdul Samad Rohani, que colaborava com a delegação da BBC em Cabul e que era o correspondente em pashtun do Serviço Mundial, foi descoberto na região de Lashkar Gah, informou aemissora.Em comunicado, a BBC destacou "a coragem e dedicação" de Rohani, que foram "chave para o trabalho da emissora no Afeganistão nos últimos anos"."Seu valor e de seus colegas nos permitiu contar uma história fundamental para o público britânico, afegão e do resto do mundo", declarou a emissora, que está em contato com a família do falecido para prestar apoio a ela.No último sábado, um grupo de homens armados matou em Kismayo, no sul da Somália, Nasteh Dahir, que trabalhava para a agência americana Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
BBCAfeganistão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.