Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

'Criação de Estado palestino é possível', diz Cheney

Em encontro com palestinos, vice-presidente dos EUA diz que país está comprometido na criação do Estado

BBC Brasil,

23 de março de 2008 | 16h41

Em encontro com líderes palestinos em Ramallah, na Cisjordânia, o vice-presidente dos Estados Unidos, Dick Cheney, afirmou neste domingo, 23, que o país está comprometido com a criação do Estado palestino. O vice-presidente repetiu a declaração de Bush, feita em Janeiro, de que a criação de um estado para os palestinos "está muito atrasada", informou a BBC.   Veja também: Síria e Irã são assunto principal na visita de Cheney a Israel   Segundo Cheney, palestinos e israelenses terão que fazer concessões dolorosas para superar o impasse, e afirmou ainda que os ataques de foguetes contra Israel poderiam ameaçar as esperanças de um estado independente. O vice-presidente ainda realizou neste domingo uma maratona de reuniões em Israel.   A administração Bush "está ativamente envolvida em tratar as ameaças que vemos surgir na região, que não são ameaças só para Israel, mas também para os EUA", disse, depois de se reunir com o presidente israelense, Shimon Peres, segundo a imprensa local.   No início do mês, o presidente da Autoridade Nacional Palestina (ANP), Mahmoud Abbas, pediu uma trégua aos constantes ataques israelenses contra a Faixa de Gaza antes de retomar as negociações de paz, paralisadas desde a Conferência de Annapolis, em novembro, nos Estados Unidos.   O encontro de Cheney com o líder palestino acontece no mesmo dia em que as facções rivais palestinas - Hamas e Fatah - assinaram um acordo afirmando que irão retomar as negociações sobre a reconciliação.  

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.