Dez supostos membros da Al Qaeda são detidos em operação

Durante operação, foram expropriados um arsenal de armas e controles remotos para acionar bombas

Efe

24 de dezembro de 2007 | 19h04

Pelo menos dez supostos membros da organização terrorista Al Qaeda no Iraque foram detidos na cidade de Mandili, 100 quilômetros ao nordeste de Bagdá, informou  nesta segunda-feira, 24, a agência de notícias independente "Aswat al-Iraq". O chefe da Polícia da província de Diyala, Ganem al-Quaraishi, citado pela agência, explicou que os supostos terroristas foram detidos durante uma operação efetuada pela Polícia, na qual foram expropriados um arsenal de armas e controles remotos para acionar bombas. Os detidos são suspeitos do assassinato de três policiais de Mandili, próxima à fronteira com o Irã, explicou Quaraishi que não especificou quando aconteceram as mortes. A "Aswat al-Iraq" também informou hoje da morte ontem à noite de um dirigente xiita próximo ao clérigo Moqtada al-Sadr pelas mãos de um grupo armado não identificado perto de um escritório de seu agrupamento na província de Basra,no sul do Iraque. Uma fonte próxima ao bloco de Sadr explicou à agência que se trata de Asa Abu Shams, "um membro proeminente do escritório de Sadr em Basra".

Tudo o que sabemos sobre:
Al Qaedaoperação

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.