Dezenas de milhares de peregrinos xiitas chegam a Bagdá

Procissão anual homenagea um dos mais venerados imãs da seita; segurança monta esquema rigoroso

Agência Estado e Associated Press,

09 de agosto de 2007 | 10h10

Dezenas de milhares de peregrinos muçulmanos xiitas chegaram nesta quinta-feira, 9, a uma mesquita da zona norte de Bagdá como parte de uma procissão anual em homenagem a um dos mais venerados imãs da seita.   Enquanto alguns batiam as mãos no peito e na cabeça, outros dançavam em círculos para homenagear o imã Moussa al-Kadhim, xiita conhecido por sua capacidade de ocultar sua raiva.   A procissão ocorre em meio a um rigoroso esquema de segurança. Agentes revistam todos os peregrinos que chegam aos portões da Mesquita do imã Moussa al-Kadhim. Autoridades bagdalis impuseram restrições à circulação de diversos tipos de veículos para evitar ataques contra os peregrinos.   Ao longo dos últimos anos, festividades religiosas xiitas transformaram-se em alvos fáceis para os rebeldes sunitas do Iraque.   A procissão foi marcada por uma tragédia há apenas dois anos, quando milhares de peregrinos em pânico envolveram-se num corre-corre sobre uma ponte em meio a rumores de que um militante suicida estaria prestes a atacar. Mais de mil pessoas morreram no incidente.   No edição do ano passado, franco-atiradores abriram fogos contra fiéis obrigados a passar por áreas sunitas. Pelo menos 20 pessoas morreram.

Tudo o que sabemos sobre:
BagdáIraqueXiitas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.