Documentos revelam vínculos entre Bin Laden e célula terrorista em Manchester

Suspeitos de integrar a rede de Bin laden foram detidos em 2009, mas a polícia os liberou por falta de provas

Efe

21 de maio de 2011 | 10h49

Londres - Osama bin Laden aparentemente contava com uma célula terrorista na cidade de Manchester, no norte da Inglaterra, cujos membros foram deixados em liberdade pelas autoridades britânicas por falta de provas, informa neste sábado o diário britânico The Daily Telegraph.

Veja também:

especialAs franquias da Al-Qaeda

De acordo com os documentos apreendidos na operação na qual Bin Laden foi abatido na cidade paquistanesa de Abbottabad, o serviço de inteligência britânico MI5 recebeu informações da CIA vinculando diretamente o líder terrorista a uma conspiração para cometer atentados a bomba no chamado "Easter Shopping".

Segundo fontes governamentais citadas pelo periódico, as informações estavam em cadernos apreendidos pelas forças especiais americanas e se trata de documentação secreta apreendida na operação na qual Bin Laden morreu.

Os membros da célula terrorista em Manchester, que supostamente planejavam atacar alguns dos lugares emblemáticos dessa cidade inglesa durante a Semana Santa, foram detidos em 2009.

No entanto, segundo lembra o periódico, na época a Polícia não pôde apresentar acusações por falta de provas, e a maioria dos supostos membros da célula abandonou o Reino Unido.

O The Daily Telegraph assinala que a publicação da existência de vínculos entre esses homens com Bin Laden provavelmente suscitará agora novas preocupações sobre o desenvolvimento da operação britânica para deter os supostos implicados na trama.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.