Dois atentados matam pelo menos 67 no Iraque

No pior do ataques, um caminhão-tanque explode perto de posto de gasolina em Bagdá

Agências internacionais,

01 de agosto de 2007 | 09h22

Duas explosões mataram pelo menos 67 pessoas e feriram outras 92 nesta quarta-feira, 1. Um caminhão-tanque que transportava gasolina explodiu perto de um posto de gasolina no oeste de Bagdá e um carro-bomba foi detonado na região próximo à "zona verde" da capital, que abriga os principais edifícios institucionais, além da Embaixada dos Estados Unidos.     Principal bloco sunita deixa governo do Iraque e agrava crise   Segundo as fontes, a explosão do caminhão matou 50 pessoas e feriu outras 60 no bairro de Zaura. O veículo distribuía gasolina para uma multidão que fazia fila para receber combustível. Teme-se que esse número continue crescendo, por conta da gravidade de alguns feridos.   Sob condição de anonimato, dois policiais disseram que a explosão do caminhão-tanque teria sido obra de um militante suicida.   Em outro ataque, na praça al-Hurriya (Liberdade), em Karrada, pelo menos 17 pessoas morreram e 32 foram feridas. A explosão do carro, um Mitsubishi, também causou graves danos materiais a um grande número de lojas e edifícios próximos de um bairro comercial, predominantemente xiita e alvo freqüente da insurgência sunita.   Na quinta-feira passada, outro carro-bomba matou pelo menos 61 pessoas e feriu mais de 90 em Karrada, em um dos piores ataques no Iraque desde a ocupação americana, em 2003.   No mais sangrento ataque na capital, um caminhão-bomba, detonado em Tal-Afar, próximo à fronteira com a Síria, matou 152 pessoas, em março.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.