Dois políticos curdos morrem baleados em emboscada no Iraque

Deputado e membro da direção de um partido foram metralhados quando viajavam para Tikrit

Efe,

04 de junho de 2008 | 04h51

Dois políticos curdos morreram na noite da última terça-feira após uma emboscada armada por um grupo de homens armados, quando viajavam para Tikrit, capital da província de Salah ad-Din, informaram nesta quarta-feira fontes policiais. Naseh Moussa, deputado da Assembléia Provincial, e Dalshad Abdallah, membro da direção do partido União Patriótica do Curdistão (UPK), faleceram após serem metralhados pelos desconhecidos. As forças de segurança se deslocaram ao local e iniciaram uma operação para buscar os culpados, embora até o momento ninguém tenha sido preso. A morte dos dois políticos curdos ocorre um dia depois da tentativa de assassinato de um líder de uma importante tribo curda, também no norte do país. O xeque Jalal Abdelkarim, chefe da tribo Balani, ficou ferido em um ataque lançado por homens armados na cidade de Janquin, no nordeste do Iraque.

Mais conteúdo sobre:
Iraqueemboscadaataque

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.