Dubai reforça segurança para receber George Bush

Autoridades declaram feriado em todo o país; presidente será recebido pelo vice-presidente dos Emirados

Efe,

14 de janeiro de 2008 | 05h32

Dubai, centro comercial do Golfo Pérsico, adotou medidas de segurança sem precedentes para receber nesta segunda-feira, 14, o presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, em uma breve visita a este emirado durante sua viagem pelo Oriente Médio. As autoridades declararam feriado em todo o país, onde permanecem fechados todos os ministérios e instituições governamentais, assim como escolas, bancos, casas de câmbio e a Bolsa de Dubai, além de todas as empresas do setor privado. Além disso, as autoridades advertiram a população sobre o fechamento de diversas estradas, especialmente as que ligam o aeroporto internacional ao centro do emirado, e pediram aos moradores que evitem utilizar várias avenidas. As estritas medidas de segurança também foram adotadas nas estradas que ligam Dubai ao restante dos reinos dos Emirados Árabes Unidos (EAU). Bush, que se encontra desde o domingo nos EAU, deve realizar esta manhã uma visita de poucas horas a Dubai, onde será recebido pelo vice-presidente dos Emirados e governante de Dubai, xeque Mohamad bin Rashid al-Maktoum, antes de partir ainda esta segunda-feira para a Arábia Saudita. A segurança foi reforçada em todos os Estados árabes incluídos na viagem de Bush, especialmente após a recente chamada da Al-Qaeda a seus simpatizantes na região para que não recebam o governante americano "com flores, mas com bombas e carros-bomba". Os EAU se transformaram no parceiro comercial mais importante dos EUA no Oriente Médio, já que o volume da troca comercial entre os dois países alcançou os US$ 13 bilhões em 2006, segundo o ministro de Assuntos Exteriores dos Emirados, xeque Abdullah bin Zayed al-Nahyan. Bush iniciou sua viagem na quarta-feira passada em Israel, e desde então visitou Cisjordânia, Kuwait e Barein, e deve terminá-la na próxima quarta-feira com uma breve estadia no Egito.

Tudo o que sabemos sobre:
George BushOriente MédioDubai

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.