Dupla explosão deixa pelo menos 16 mortos no Paquistão

Três membros da guarda de fronteiras estão entre as vítimas

Efe,

07 Setembro 2011 | 03h14

ISLAMABAD - Pelo menos 16 pessoas morreram e 40 ficaram feridas nesta quarta-feira, 7, por causa de uma dupla explosão na cidade paquistanesa de Quetta, capital da província do Baluchistão, que faz limite com o Afeganistão e o Irã.

Uma fonte policial informou à Agência Efe que, entre as vítimas, há três membros da guarda de fronteiras, um corpo de segurança separado do Exército.

O primeiro atentado suicida ocorreu às 9h locais (1h de Brasília), perto da principal delegacia da cidade, segundo a fonte. Dez minutos depois, um insurgente detonou a carga explosiva que levava presa ao corpo após invadir a residência do subinspetor geral da guarda de fronteiras, que ficou ferido no ataque e cuja mulher perdeu a vida.

Ao conflito tradicional causado na cidade por choques armados entre grupos separatistas e o Exército se somou nos últimos anos a influência cada vez maior das redes talibãs, que atuam nos dois lados da fronteira entre Paquistão e Afeganistão.

Mais conteúdo sobre:
Paquistão atentado Quetta explosão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.