Duplo ataque suicida mata 35 em festa de casamento no Iraque

Homens-bomba atacam cortejo na província de Diyala deixam mais de 65 feridos, grande parte em estado grave

Agências internacionais, REUTERS

01 de maio de 2008 | 14h32

Dois ataques suicidas que tiveram como alvo uma festa de casamento deixaram um saldo de pelo menos 35 mortos e pelo menos 65 feridos em Ballad Ruz, a cerca de 60 quilômetros de Bagdá, segundo afirmou o Ministério do Interior iraquiano nesta quinta-feira, 1.   A festa foi atingida por duas explosões logo no início da noite nesta localidade, que fica na província de Diyala. O comboio seguia lentamente pelas ruas quando o primeiro homem-bomba detonou os explosivos que levava ao corpo. Quando a polícia chegou e as pessoas foram socorrer os feridos, o segundo suicida explodiu.   A tática de ataques suicidas é usada principalmente no Iraque por grupos árabes sunitas como a Al-Qaeda. O país tem registrado um aumento na violência no último mês, envolvendo disputas entre milícias xiitas contra o governo e tropas norte-americanas no Bagdá e ao sul. Mas os sunitas da Al-Qaeda também têm levado a cabo um grande número de ataques no norte do país.   Dados do governo iraquiano mostraram que abril foi o mês com mais mortes de civis desde agosto do ano passado.

Tudo o que sabemos sobre:
Iraque

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.