Duplo atentado suicida mata pelo menos 17 no Iraque

Um duplo atentado suicida contra um complexo de prédios governamentais causou a morte de pelo menos 17 pessoas nesta sexta-feira na cidade de Ramadi, no oeste do Iraque, disse uma fonte policial.

MUHANAD MOHAMMED, REUTERS

27 de dezembro de 2010 | 11h16

Detalhes do ataque, o segundo desfechado contra a área este mês, permaneciam obscuros, já que as fontes indicavam cifras diferentes de mortos e feridos.

"O número de mortos subiu para 17, na maioria policiais, e 47 pessoas ficaram feridas", disse uma autoridade policial no local do ataque, falando sob a condição de permanecer no anonimato. Ele afirmou que as explosões foram causadas por dois carros-bomba seguidos e as equipes de resgate ainda estavam socorrendo as vítimas.

Um médico de um hospital de Ramadi, que também não quis identificar-se, afirmou que pelo menos 14 pessoas foram mortas e 52, feridas. "Alguns dos feridos estão em situação grave. Veículos de socorro continuam trazendo vítimas", acrescentou.

Segundo o governador da província de Anbar, Qassim Mohammed, os ataques mataram sete e feriram 28. Ele afirmou que a primeira explosão ocorreu quando um microônibus explodiu do lado de fora do complexo. A segunda foi causada por um agressor suicida que seguia a pé, disfarçado de policial, disse ele.

O complexo abriga o conselho da província, bem como a sede da polícia de Anbar.

O vice-governador de Anbar, Hikmet Khalaf, atribuiu o ataque ao braço iraquiano da rede Al Qaeda.

"A meta da Al Qaeda é clara: atacar a segurança da província. Este não é o primeiro ataque contra os edifícios do governo. Os agressores escolheram um movimentado cruzamento em Ramadi para matar um grande número de civis que se dirigia aos prédios do governo", disse ele à Reuters.

Embora no geral a violência tenha diminuído no Iraque em relação ao pico de 2006-2007, diariamente ocorrem ataques e atentados. No mesmo complexo, em Ramadi, um suicida matou 13 pessoas e feriu dezenas em 12 de dezembro.

A província de Anbar foi o centro da insurgência dos muçulmanos sunitas contra a invasão liderada pelos Estados Unidos em 2003. A cidade de Ramadi fica a cem quilômetros de Bagdá.

Tudo o que sabemos sobre:
IRAQUEATENTADORAMADI*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.