Duplo atentado suicida no Afeganistão mata 12 policiais

Porta-voz talibã disse que número de vítimas fatais seria de 55; terroristas detonaram explosivos em uma delegacia após serem presos, na província de Paktika

EFE,

27 de novembro de 2010 | 09h04

CABUL - Ao menos 12 membros das forças de segurança afegãs morreram neste sábado e outros 15 ficaram feridos em um duplo atentado suicida perpetrado contra uma delegacia situada na província de Paktika, no leste do Afeganistão, informou à Agência Efe uma fonte policial.

 

O ataque ocorreu em torno das 11h no horário local (5h30 de Brasília), onde dois terroristas detonaram explosivos presos aos seus corpos em uma delegacia após serem presos, explicou à Efe um porta-voz do governador provincial.

 

Muitas pessoas morreram e ficaram feridas, mas ainda não há informações exatas. Um policial, no entanto, informou que 12 agentes morreram e 15 ficaram feridos. Consultado pela Efe, um porta-voz talibã, Zabiullah Mujahid, disse que o número de vítimas fatais foi 55.

 

Os talibãs têm seus redutos no cinturão sudeste do país, onde predomina a etnia pashtun. Nestes territórios são registrados constantes ataques violentos. Milhares de pessoas morrem anualmente no Afeganistão vítimas da violência, que recrudesceu nos últimos tempos.

Tudo o que sabemos sobre:
Afeganistãoatentadopoliciais

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.