Edifício em Gaza teria sido atingido por bomba de fósforo--ONU

Um armazém dentro de um complexo da ONU em Gaza que desabou sob artilharia de Israel na quinta-feira foi aparentemente atingido por bombas de fósforo branco, disse o chefe de assuntos humanitários da entidade, John Holmes. "O principal armazém foi bastante danificado pelo que pareciam ser bombas de fósforo branco", disse Holmes a jornalistas em uma coletiva em Nova York. "Aqueles em solo não têm nenhuma dúvida de que era disso que se tratavam. Se você está procurando confirmação, isso se parece com uma para mim." O complexo pertence à agência da ONU para os refugiados palestinos (UNRWA). O grupo de direitos humanos Human Rights Watch já acusou Israel de usar bombas de fósforo branco, que podem ser usadas para fazer cortinas de fumaça ou marcar alvos como um mecanismo de sinalização, mas que também se tratam de uma arma incendiária. Israel negou-se a comentar sobre suas munições. (Reportagem de Patrick Worsnip)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.