Egito convocará nesta semana referendo para março, diz advogado

Emendas incluem mudanças que vão ampliar a concorrência à Presidência, limitar o tempo de permanência no poder de cada líder e garantir uma supervisão judicial das eleições

Reuters,

27 de fevereiro de 2011 | 11h06

CAIRO - O Conselho Militar do Egito pretende convocar um referendo sobre emendas constitucionais para o mês que vem, disse no domingo um advogado que ajudou a prepará-las.

Sobhi Saleh, um membro do comitê de redação que revelou as propostas de emendas constitucionais no sábado, disse à Reuters que o referendo será formalmente anunciado nesta semana e que as pessoas votarão sobre a nova lei básica antes do fim de março.

As emendas incluem mudanças que vão ampliar a concorrência à Presidência, limitar o tempo de permanência no poder de cada líder e garantir uma supervisão judicial das eleições.

Depois do referendo, virão as eleições para o Senado e para a Câmara dos Deputados, disse Saleh, sem dizer quando as eleições acontecerão. As eleições presidenciais devem acontecer depois das eleições legislativas, ele acrescentou,

O Conselho Militar, para quem o ex-presidente Hosni Mubarak entregou o cargo dia 11 de fevereiro, dissolveu o Parlamento e suspendeu a constituição.

Tudo o que sabemos sobre:
EGITOREFERENDO

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.