Egito diz ter detido no Sinai oficial do Exército israelense

As forças de segurança egípcias detiveram um oficial do Exército israelense na região de Taba, na península do Sinai, depois que ele passou por um cruzamento de fronteira e tirou fotos de propriedade protegida e conversou com motoristas, disseram fontes de segurança.

Reuters

31 de dezembro de 2012 | 19h48

"O oficial israelense foi preso pelas forças nacionais de segurança em 29 de dezembro. A segurança estatal agora está interrogando-o", disse um funcionário da segurança nacional estatal à Reuters.

A agência de notícias estatal Mena disse que o homem preso é um morador de Tel Aviv de origem russa chamado Andrea Chetekov. Ele não carregava um passaporte quando entrou no Sinai e seu nome não estava nas listas de chegada de turistas, disse a agência.

A televisão estatal divulgou anteriormente que o homem preso era um ex-oficial do Exército chamado Andre Yacoub e tinha entrado no Egito ilegalmente.

As fontes de segurança no Sinai disseram que o homem de 24 anos, residente de Tel Aviv, vinha reunindo informações sobre o Sinai conversando com motoristas na área perto do cruzamento na fronteira de Taba, entre Israel e o Egito. O oficial foi levado para a área Nuweiba no Sinai, onde está sendo questionado, disseram as fontes.

O Egito está tentando reafirmar o controle sobre o Sinai, que vem sofrendo falhas na segurança desde o levante que derrubou Hosni Mubarak em fevereiro de 2011.

Tudo o que sabemos sobre:
ORMEDISRAELENSEDETEM*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.