Egito planeja erguer muro mais sofisticado na divisa de Gaza

Governo egípcio culpa Israel por crise na fronteira palestina, onde milhares invadiram em busca de suprimentos

Efe,

07 de fevereiro de 2008 | 08h22

O Egito vai erguer um muro "mais sofisticado" em sua fronteira com Gaza, como parte de um conjunto de medidas para evitar novas tentativas do lado palestino de entrar no território do país, informaram os jornais egípcios nesta quinta-feira, 7.   Em comunicado, o governo egípcio, liderado pelo primeiro-ministro, Ahmed Nazif, culpou Israel pela recente crise na passagem de Rafah, na qual centenas de milhares de palestinos cruzaram durante onze dias a fronteira, depois que milicianos derrubaram as barreiras que separam os dois territórios.   "A principal razão deste problema está nas práticas israelenses como fechar a fronteira e 'estrangular' os palestinos, os impedindo de conseguir produtos de primeira necessidade", assinalou o governo. "Decidimos devolver a normalidade à fronteira, incluindo a reconstrução do muro de uma forma mais sofisticada para evitar futuras violações", acrescentou.   Os novos planos egípcios são conhecidos poucos dias depois de fontes israelenses informarem que o Estado judeu pretende construir uma grande cerca de segurança ao longo de sua fronteira com o Egito antes do fim de 2010.

Mais conteúdo sobre:
EgitoGazaIsrael

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.