Egito reforça fronteira com Gaza e impede saída de palestinos

Pelo menos sete caminhões cheios de policiais foram em direção à passagem de Rafah

EFE

26 de janeiro de 2008 | 02h02

A Polícia egípcia enviou novos reforços para a região fronteiriça com a Faixa de Gaza, horas depois que seus soldados abandonassem a divisa, conforme a Agência Efe pôde constatar. Pelo menos sete caminhões cheios de policiais foram em direção à passagem de Rafah, em uma aparente tentativa de assumir novamente o controle da fronteira, que hoje à tarde foi ocupada por homens armados palestinos. Ao mesmo tempo, outros policiais impedem que os palestinos deixem a cidade de Rafah - salvo que seja para ir a Gaza - e se infiltrem em outras regiões da Península do Sinai, de onde é mais difícil devolvê-los à Faixa. Não se deixa também que novas pessoas cheguem a Rafah, enquanto circulam boatos de que amanhã as autoridades poderiam restringir a venda de alguns produtos para tirar, assim, a justificativa que leva muitos palestinos a entrar na cidade. Testemunhas informaram que os palestinos que tentam abandonar a região e entrar no Egito "continental", além do Canal de Suez, são devolvidos à Faixa pela Polícia egípcia. O Egito ainda não anunciou oficialmente quando pensa em fechar de novo a fronteira com Gaza, e embora impeça a entrada de novos palestinos, é uma incógnita saber o que acontecerá com os dezenas de milhares que nos últimos três dias passaram a território egípcio.

Tudo o que sabemos sobre:
Gaza

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.