Em apoio tácito a Ahmadinejad, Khamenei critica reformistas

Posição do aiatolá, que ainda não declarou voto, é crucial nas eleições presidenciais iranianas deste ano

AE,

18 de maio de 2009 | 12h05

O supremo líder do Irã, aiatolá Ali Khamenei, pediu aos iranianos que não votem em candidatos pró-Ocidente, nas eleições presidenciais de 12 de junho. Khamenei não deu, porém, uma indicação clara sobre se apoiará o atual presidente, o conservador Mahmoud Ahmadinejad.

Khamenei é a figura mais importante da teocracia iraniana, acima inclusive dos líderes eleitos. Sua posição é crucial para qualquer candidato no país, ainda que ele não tenha tornado a escolha pública. No passado, Khamenei já elogiou fortemente Ahmadinejad, mas em outros momentos o censurou publicamente.

O aiatolá falou nesta segunda-feira, em um discurso televisionado Três outros candidatos concorrem à presidência, entre eles um ex-comandante das Guardas Revolucionárias, conservador, e dois reformistas.

Tudo o que sabemos sobre:
Irãeleições

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.