Google Maps/Reprodução
Google Maps/Reprodução

Em conflito com terroristas, 8 guardas morrem no Irã

Confronto aconteceu na fronteira com a Turquia, área de 500 km de extensão onde ataques são comuns

O Estado de S.Paulo

04 Novembro 2017 | 05h52
Atualizado 04 Novembro 2017 | 05h53

TEERÃ - Pelo menos 8 guardas iranianos morreram na fronteira entre Irã e Turquia no fim da noite de sexta-feira, 3. Eles estavam em combate com terroristas na zona de Chaldoran, região a oeste do Irã e na divisa com a Turquia. A fronteira entre os dois países se estende por 500 km, pelos quais incidentes de segurança são frequentes. 

O vice-governador da província de Azerbeijão  Ocidental, onde ocorreu o conflito, contou que extremistas também morreram. No entanto, ele não precisou quantos, tampouco identificou a que grupos são filiados. O enfrentamento começou na sexta, no 'ponto zero' da fronteira entre Irã e Turquia. 

Há uma semana, dois civis e quatro terroristas morreram em uma operação de segurança na mesma região. Também no Azerbaijão central, dois guardas fronteiriços perderam a vida e vários ficaram feridos durante um enfrentamento com membros do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK).

Nessa zona fronteiriça os soldados iranianos enfrentam grupos islâmicos e combatentes curdos, também perseguidos pela Turquia. Em junho, em Teerã, um atentato duplo provocado pelo Estado Islâmico deixou 18 mortos e mais de 100 feridos. /EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.