Reuters
Reuters

Embaixador americano escapa de atentado a bomba no Iraque

Na cidade de Mosul, toque de recolher foi imposto após atentados contra igrejas cristãs que deixaram 4 mortos

Efe,

13 de julho de 2009 | 10h00

Uma bomba explodiu perto do comboio que carregava o embaixador americano no Iraque, Christopher Hill, nesta segunda-feira, 13, no sul do país. Ninguém se feriu.

Hill viajava à província de Dhi Qar, a cerca de 300 km a sudeste de Bagdá, quando a bomba atingiu seu comboio. "Não há feridos e faremos uma investigação sobre o episódio", disse a porta-voz da embaixada americana Susan Ziadeh.

"Houve um barulho e uma grande nuvem de fumaça. Mas estamos todos bem", disse o embaixador ao jornal americano "USA Today".

 

Apesar da queda na violência no Iraque nos últimos 18 meses, militantes ainda conseguem planejar atentados a bomba com explosivos artesanais nas estradas do país.

Segurança reforçada

Um toque de recolher foi imposto na cidade de Mosul depois de uma série de atentados contra igrejas cristãs no último domingo em Bagdá, quando quatro pessoas morreram. As restrições foram impostas para impedir atentados na cidade, que abriga a maior comunidade cristã do país. Dos 28 milhões de iraquianos, 750 mil são cristãos.

Tudo o que sabemos sobre:
Iraqueatentado

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.