Embaixador sírio que desertou diz que se juntou à revolução

O embaixador sírio para o Iraque, Nawaf al-Fares, disse nesta quarta-feira que desertou e se juntou à revolução contra o presidente da Síria, Bashar al-Assad, se tornando o primeiro diplomata de alto escalão a deixar o cada vez mais isolado governo.

Reuters

11 de julho de 2012 | 20h07

"Declaro que me juntei, a partir deste momento, às fileiras da revolução do povo sírio", disse Fares em vídeo publicado no Facebook. Ele não deu detalhes de onde estava.

(Reportagem de Khaled Yacoub Oweis)

Mais conteúdo sobre:
SIRIAEMBAIXADORDESERTA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.