Estado Islâmico mata mais 85 membros de tribo iraquiana

Militantes do Estado Islâmico assassinaram outros 85 membros da tribo Albu Nimr no Iraque, em uma campanha lançada na semana passada em retaliação à resistência contra os avanços territoriais do grupo, disse um líder tribal e autoridade de segurança neste sábado.

REUTERS

01 de novembro de 2014 | 10h00

O Sheikh Naeem al-Ga'oud, um dos líderes da tribo, disse à Reuters que o Estado Islâmico matou 50 membros da Albu Nimr na sexta-feira. Em um incidente separado, a autoridade de segurança afirmou que 35 corpos foram encontrados em uma vala coletiva.

(Texto de Michael Georgy)

Mais conteúdo sobre:
IRAQUEEI*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.