Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE
Hadi Mizban/AP
Hadi Mizban/AP

Estado Islâmico toma maior parte de Ramadi e ameaça base militar em cidade iraquiana

Um contingente de forças especiais iraquianas conseguiu deter o grupo no bairro de Malaab; oficial diz que situação está caótica

REUTERS

17 de maio de 2015 | 13h59

Combatentes do Estado Islâmico tomaram no domingo um dos últimos distritos que ainda estavam em mãos de forças do governo na cidade iraquiana de Ramadi e ameaçam uma base militar-chave, disseram fontes de segurança.

Os extremistas passaram a dominar a maior parte de Ramadi na sexta-feira, fincando sua bandeira negra na sede do governo local no centro da cidade. Entretanto, um contingente de forças especiais iraquianas conseguiu deter o grupo no bairro de Malaab.

Segundo fontes de segurança, forças especiais se retiraram no domingo para uma área ao leste da cidade, depois de sofrer numerosas baixas, e os insurgentes estavam se aproximando do Comando de Operações de Anbar, ao oeste.

"Agora estamos cercados dentro do Comando de Operações por Daesh, e estão chovendo bombas de morteiro", disse um oficial militar dentro da base. Daesh é um acrônimo árabe para o Estado Islâmico.

"Os combatentes do Daesh estão em quase todas as ruas. É uma situação caótica e as coisas estão saindo fora do controle. Ramadi está caindo nas mãos do Daesh", disse o oficial.

Se a cidade de Ramadi cair, seria a primeira grande a ser conquistada pelos insurgentes no Iraque desde que as forças de segurança e grupos paramilitares começaram a forçá-los a retroceder no ano passado, com a ajuda dos bombardeios realizados pela coalizão liderada pelos Estados Unidos.

Tudo o que sabemos sobre:
IraqueRamadi

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.