Estado Islâmico treina pilotos para voar em jatos capturados na Síria

Pilotos iraquianos que se uniram ao Estado islâmico na Síria estão treinando militantes para conduzirem três caças capturados, disse nesta sexta-feira um grupo que monitora o conflito sírio, acrescentando ser essa a primeira vez que os extremistas islâmicos se voltam para o ar.

REUTERS

17 de outubro de 2014 | 07h28

Os aviões têm voado sobre o aeroporto militar sírio de al-Jarrah, em poder do Estado islâmico, a leste de Aleppo, no norte da Síria, disse Rami Abdulrahman, que dirige o grupo de monitoramento Observatório Sírio para os Direitos Humanos, citando testemunhas.

"Eles têm treinadores, oficiais iraquianos que antes foram pilotos para (o ex-presidente iraquiano) Saddam Hussein", disse Abdulrahman, cujo grupo de monitoramento está baseado em Londres. "Pessoas viram os voos, eles voaram muitas vezes a partir do aeroporto, e eles estão voando em área fora do aeroporto e retornando."

Não ficou claro se os jatos estão equipados com armamento nem se os pilotos poderiam voar longas distâncias nesses aviões, que testemunhas disseram que pareciam ser modelos MiG 21 ou MiG 23, capturados do Exército sírio.

A zona rural a leste da cidade de Aleppo é uma das principais bases de Estado islâmico na Síria. O grupo se apoderou de porções de território na Síria e no vizinho Iraque.

(Reportagem de Sylvia Westall)

Tudo o que sabemos sobre:
IRAQUESIRIAPILOTOS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.