Estados Unidos entregam ao Iraque antigos aliados de Saddam

Foram entregues 55 ex-funcionários do antigo regime, entre eles, o ex-vice-premiê

AE-AP, Agência Estado

14 de julho de 2010 | 18h34

Os Estados Unidos entregaram nesta semana ex-integrantes do governo deposto de Saddam Hussein, no Iraque. Entre os ex-prisioneiros, o principal é o ex-vice-primeiro-ministro do país, Tariq Aziz. Ele foi a autoridade iraquiana mais alta capturada nas semanas seguintes à invasão norte-americana, em 2003. Também foram entregues nesta semana os ex-ministros locais do Petróleo e da Cultura.

 

Veja também:

especialEspecial: Guerra do Iraque: do início ao início do fim

"Até agora, recebemos 55 ex-funcionários do antigo regime. O principal é Tariq Aziz", disse o vice-ministro da Justiça, Busho Ibrahim, nesta quarta-feira. O anúncio foi feito um dia antes de as autoridades dos EUA transferirem ao governo iraquiano a administração de Camp Cropper, a última prisão sob controle americano no país.

Único cristão do regime majoritariamente sunita de Saddam, Aziz tornou-se conhecido internacionalmente como defensor do ditador e um forte crítico dos Estados Unidos. Ele se tornou ministro de Relações Exteriores após a invasão do Kuwait em 1990, o que levou à Guerra do Golfo.

 

Mais tarde, ocupou o cargo de vice-primeiro-ministro e representou o país em missões diplomáticas. Apesar de inocentado em julgamento, Aziz foi condenado a 15 anos de prisão por sua participação na execução, em 1992, de 42 mercadores acusados de obter lucro.

Soberania

A transferência representa um passo importante na restauração da soberania total do Iraque enquanto os militares norte-americanos se preparam para retirar suas forças do país até o final do próximo ano. Mas também levanta preocupações sobre o futuro de Aziz e de outros prisioneiros nas mãos de um governo cujo ódio ao regime anterior não diminuiu mesmo sete anos após a queda de Saddam.

Os militares dos Estados Unidos disseram que cerca de 200 detidos permanecerão sob custódia norte-americana, dentre eles oito ex-integrantes do regime, a pedido do governo iraquiano. O vice-ministro da Justiça Busho Ibrahim disse que 26 pessoas foram entregues na segunda-feira e que outras 29 foram transferidos para o governo iraquiano dez meses atrás.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAIraquegovernoSaddam Husseinaliados

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.