Estados Unidos pressionam Irã para discutir programa nuclear

O Irã irá fracassar no cumprimento de suas obrigações internacionais se insistir na recusa em discutir seu programa nuclear nas conversas com os EUA e outras potências mundiais, disse a Casa Branca nesta segunda-feira.

REUTERS

14 de setembro de 2009 | 18h42

"Se o Irã não estiver disposto a discutir seu programa ilícito de armas nucleares, acho que isso só reforça a ênfase da comunidade internacional na obrigação que os iranianos continuam a não cumprir", disse o porta-voz Robert Gibbs aos repórteres.

O Irã concordou com conversas abrangentes com seis grandes potencias mas descartou discutir suas atividades nucleares, que o Ocidente suspeita objetivar o desenvolvimento de armas nucleares e que Teerã afirma ter o objetivo de gerar energia elétrica.

O governo Obama insiste que vai fazer das atividades nucleares de Teerã o foco das negociações.

Gibbs, falando a repórteres a bordo do avião presidencial, que levava Obama de Nova York a Washington, disse que "repercutiria fortemente em todo o mundo" uma insistência do Irã em sua recusa. "Será parte da discussão", reforçou ele.

(Reportagem de Caren Bohan)

Tudo o que sabemos sobre:
IRAEUAPRESSIONAM*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.