Estudantes israelenses cancelam protestos após ataques

O sindicato dos estudantes de Israel cancelou nesta quinta-feira os protestos planejados para o final de semana contra o alto custo de vida depois que homens armados mataram ao menos seis pessoas em ataques no sul do país.

REUTERS

18 de agosto de 2011 | 11h49

"Haveria protestos ao longo do país, com uma manifestação central em Jerusalém, e decidimos cancelá-los devido aos ocorridos", disse o líder do sindicato Itzik Shmueli à Rádio do Exército depois de três ataques perto da fronteira de Israel com o Egito.

Ele acrescentou que vai continuar a campanha popular contra a política econômica do governo, iniciada no mês passado e que já atraiu centenas de milhares de israelenses às ruas em manifestações em massa.

(Reportagem de Dan Williams)

Tudo o que sabemos sobre:
ISRAELPROTESTOSCANCELADOS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.